terça-feira, 25 de abril de 2017

Eterno




Digo-te que o amor é eterno
Mas, pra ser eterno tem que existir.
Não basta apenas dizer que ama,
Se não conhece o tamanho do sentimento.
Eterno é algo que pode durar apenas um segundo,
Mas, ser tão forte que nada consegue apagar.
Eterno não é como o vento que passa,
Ou como a chuva que cai.
Como flores que se abrem,
Ou como pássaros a voarem.
Eterno é  quando o que se viveu,
Não pode ser vivido de novo, é irresgatável. 
Eterno é quando está além do impossível,
É quando está além da própria existência.


(Cecília-04/2014) 

Código de texto: T4780911

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Não quero tanto...



Não quero tanto...
Quero apenas aquele teu sorriso bonito.
Aquele olhar de ternura.
A risada feito canção, quando eu ainda 
não conhecia o silêncio.
Quero sorver o vento que traz teu perfume.
Quero a carícia daquele momento,
quando me abraçavas.
Quando o presente era tão nosso.
Quero de volta teu sorriso bonito e
aqueles momentos únicos.

(Cecília-04/2017)

Código de texto: T5980267

Já criou raiz...



Abra a janela do dia, 
debruça teu coração na janela.
Deixa a tua alma arejar, 
deixa o vento brando soprá-la.
Deixa a luz entrar e clarear todos os cantos.
Se isso só não bastar, estenda tua alma no varal e 
deixa a brisa suave tocá-la.
Deixa o sol aquecer e acarinhar tua alma. 
Deixa o Outono encantá-la com as novas cores.
Deixa tudo fluir por si só, sem pensar.
Sem medo de errar, sem se culpar.
Não existe tempo certo ou errado.
Não existe hora marcada pra nada. 
Quando tiver que ser, será...
Quando o amor já brotou, não dá mais pra podar.
Não tem mais como dizer adeus, 
ele já criou raiz.

(Cecília-03/2014)

Código de texto: T4745940

sábado, 22 de abril de 2017

Vesti-me...



Hoje pela manhã, vesti-me de sol,
De poesia,
De vida,
De flores,
De borboletas,

Vesti-me com as cores da alegria,
De amor,
De lembranças,
De música,
De canto de passarinhos.

Vesti-me de realidade,
De mulher,
De mãe,
De esposa,
Vesti-me de mim mesma.

(Cecília-06/2013)

Código de texto: T4324673

Invento você!



Eu invento você como gosto e como quero.
Invento você de mil formas diferentes.
Invento seu nome no vento, 
soprando somente pra mim.
Invento formas e os espaços, 
que cabem dentro de mim.
Invento um espaço de tempo, 
um vazio na minha alma.
Na canção da distancia, 
na saudade que não morre.
Invento perguntas ao léu 
na espera das respostas.
Invento, tento, mas, não entendo.
Tento voltar ao começo!
Por mais que eu tento, eu não invento
uma forma de não inventar você!

(Cecília-11/2011)

Código de texto T:4485683

A Terra pede socorro! 🐠🐧🙈🐦🌸🌷


Eis o mundo em que vivemos.
Redondo, e de um azul tão lindo.
Eis o planeta, em que aos poucos
nós mesmos estamos destruindo.
Por que achamos que somos seus donos...
Mero engano!
Nada estamos fazendo pra ajudá-lo
Pelo contrário, o destruímos cada dia mais.
Sabemos que precisamos cuidar bem dele,
porém nada de bom fazemos.
Não nós importamos!
Todo esse desleixo, já sentimos na própria pele.
E mesmo assim continuamos lhe causando tanto mal.
Seus avisos de alertas, há tempos estamos recebendo.
Que pena que não ouvimos, que pena que não abrimos 
os olhos pra ver como é lindo nosso planeta azul!
O quanto poderíamos fazer por ele, e não fazemos. 
Ele pede ajuda... ele grita por socorro...
Já que ninguém o ouve, ele se rebela.
Não é um castigo, é apenas uma maneira dele 
se defender e chamar nossa atenção.

(Cecília-04/2017)

Código de texto T:5978023

terça-feira, 18 de abril de 2017

Penso tanto em você!





Quando você chegou, me apaixonei.
Seu sorriso era lindo, me encantei.
Era radiante como um dia ensolarado.
Seu olhar tinha um quê de mistério e ternura.
Quando fitava seus olhos, navegava num lago tranqüilo.
Sua voz calma e doce, era acalanto pra minha alma.
Trazia-me o sussurro do vento e seu toque macio.
Quando você chegou, esqueci do mundo ao meu redor.
Você era a minha própria existência.
Trouxe-me o perfume das flores.
A brisa suave das as manhãs.
Trouxe-me a paz que eu não conhecia.
Com seu sorriso, aprendi a contar as cores do arco-íris.
Peguei-me a falar com a lua e com as estrelas,
confidenciando meu imenso amor por você.
Difícil não pensar em você...
Difícil não falar de você...
Difícil não falar de amor...
Difícil e impossível é não amar você...
Que se tornou meu grande amor!

(Cecília-03/2008)

Código de texto: T4418883