segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Sonhei...


Sonhei com você...
Pude ver-te tão perto.
Meu olhar podia ler tua alma,
meu coração podia ouvir o teu.
Estava no jardim do céu, tantos
anjos eu vi ali, mas só um fez
morada no meu peito.
Mas, o que são sonhos, 
senão somente sonhos!
Amanheceu um dia sem cor, 
sem asas pra voar até você.
O tempo é caminho sem fim...
E a saudade é um punhal que
fere profundo.

(Cecília-01/2018)
Código de texto: T6226709

sábado, 13 de janeiro de 2018

"Minhas receitas"



Pão recheado presunto,requeijão e azeitonas

Fragmentos...

 

Fragmentos de pensamentos
do querer do meu coração,
são retalhos de lembranças
das quais não deixo não.
Pensamentos insistentes
tocando fundo a emoção,
segue a correnteza do meu
rio, coração. 

(Cecília-01/2018)


quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Meus passos...

 

Com meus passos comuns danço 
até onde meus pés alcançam.
Se meus passos fossem mais largos
chegaria até você, num piscar de olhos.
Se meus passos fossem mais largos não
haveria tanta espera, tanta saudade.
Se meus passos fossem mais largos não
haveria distância entre nós.
Mas meus passos nem se comparam, ao
compasso do meu coração, que à cada 
lembrança sua, se descompassa.
Então diante de tantos descompassos, 
danço com meus passos comuns.

(Cecília-01/2018)
Código de texto: T6223192

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Liberdade...



Olhos límpidos cor do mar.
Olhas longe não vê maldade.
Seus caminhos são claros véus.

Livrastes de tantas maldades.
Livrastes das correntes do egoísmo.
Livrastes do impuro e do perverso.

Feliz de você que alçou voos distantes,

Além da linha do horizonte.

(Cecília-01/2018)
Código de texto: T6222254

Tem dias...


Tem dias que me canso das futilidades...
Das palavras soltas sem pensar...
Das atitudes grosseiras...

De pensamentos mesquinhos...
De pessoas sem noção...
De atos irreparáveis...

Tem dias que me canso de gente assim...

Me canso das impunidades da vida...
(Cecília-01/2018)
Código de texto6221285

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Feliz Ano Novo a todos!


Desapeguei-me do velho, 
estou à preparar-me para o novo, 
o ano passou rápido, escorreu por 
entre os dedos feito areia fina. 
Fica uma pergunta em mim, 
o que fiz nesse longo ano mas, 
ao mesmo tempo tão curto, que passou? 
Será que consegui deixar algo de bom 
de mim na lembrança das pessoas, 
será que uma palavra minha foi capaz de 
mudar o pensamento de alguém, 
será que consegui levar uma palavra 
de conforto, a ilusão da poesia que ilude a 
alma, fez bem para o coração de alguém? 
Não saberei dizer ao certo, sei apenas que
muitas águas vão continuar  à rolar sob a 
ponte. Que o brilho da queima dos fogos 
não conseguirá iluminar o futuro, 
nem mesmo o calendário novo mudará algo, 
temos que mudar primeiro nosso coração, 
pois toda mudança depende de cada um de 
nós. Deixemos sair do nosso coração 
bons pensamentos, humildade, 
generosidade e amor.
Vamos abrir os braços, sorrir pra vida e 
acreditar que tudo pode mudar.


(Cecília-01/2018)
Código de texto: T6217707

Quero desejar a todos os amigos,  visitantes e seguidores 
um 2018 com muita felicidade e realizações.
Obrigada!