sexta-feira, 30 de junho de 2017

Corpo nú


Teus ombros nus, desperta fantasias.
Desperta antigas lembranças,
Desperta saudades quase esquecidas.
Teu corpo nu, induz a malicia.
Traz à tona momentos inesquecíveis.
A blusa que se abre, mostra a beleza,
De um corpo lindo e perfumado.
Esse perfume que vem de você, eleva a alma.
Perfuma a noite, acende as estrelas.
Permite sonhar, tocar sua pele macia,
Que se mistura aos lençóis de cetim.
Que desnuda seu corpo e sua alma,
Em oferenda de um amor sem fim.
A brisa suave eriça a sua pele,
Brinca com seus cabelos em desalinho.
Enquanto o pensamento se devaneia.
Enquanto o dia não chega, vejo-te feita de sonhos.
Vejo-te feita de ternura, no teu corpo nú.

(Cecília-09/2010)

Código de texto: T2125284

Um comentário:

  1. Traição

    Ivone Boechat (autora)


    Hoje,
    que as memórias se esvaem,
    e os amigos fogem de mim,
    só tenho minhas poesias
    como amigas
    confidentes,
    mesmo assim,
    impertinentes,
    sem rima e vazias
    não inspiram a menor confiança:
    elas também me traem.

    Publicado no meu livro AMANHECER 3ª.Ed Reproarte -RJ 2004

    ResponderExcluir