quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Me espera...


A noite chegou de repente, o dia foi descansar.
Você me disse “Me espera” mas, não me disse até quando.

Mil sóis nasceram e morreram, mil noites vi nascer pensando em ti.
A primavera veio e a brisa perfumou as manhãs. 
Veio tudo, menos você que eu tanto esperei.

“Me espera” ainda soa em meus ouvidos.
E eu fiquei esperando sem saber ao certo se viria.
Sem saber o que fazer com meus pensamentos 
que galopavam sem rédeas.

"Me espera" e certamente eu esperei uma vida inteira...

Quando minha esperança acabou, segui adiante te procurando,
pelo caminho encontrei a tua falta e
a tua voz tecida de silêncio gritando “Me espera”.
Mas, nada pude fazer, pois  a vida e os pensamentos
já não eram meus.

(Cecília-05/2014)
código de texto: T4814106

Nenhum comentário:

Postar um comentário